Caracterização da produção e comercialização do maracujá: estudo na mesorregião do Sul Catarinense

O estado de Santa Catarina tem seu espaço rural ocupado, em grande parte, por pequenas propriedades de agricultores familiares. A produção agropecuária catarinense é bastante diversificada, o que contribui para um melhor dinamismo desse setor na economia local. A produção catarinense de maracujá tem reconhecimento nacional principalmente em relação à qualidade dos frutos, características socioeconômicas e tecnológicas dos cultivos. Entretanto, ainda há relativa insegurança quanto a sua consolidação como atividade alternativa e rentável para o agricultor familiar. Em parte, isso se deve a carência de informações e estudos a respeito das principais dinâmicas socioeconômicos dos atores envolvidos na cadeia produtiva. Assim, se torna necessário fomentar pesquisas e levantamentos socioeconômicos, para que se possa conhecer a situação atual e verificar tendências e alternativas estratégicas de produção e comercialização a serem adotadas pelos produtores e/ou cooperativas da cultura do maracujazeiro no meio rural. O trabalho se propõe a caracterização da produção e comercialização do maracujá-amarelo no Sul Catarinense. Artigo na integra

Ano: 2017

Autores:
Rogério Goulart Junior
Marcia Mondardo
Henrique Belmonte Petry.

 

Palavras-chave: Economia agrícola, Fruticultura, Maracujá, Santa Catarina.

© 1996 - 2019 Epagri. Direitos reservados