As transformações da agricultura catarinense entre 1996 e 2017: evidências a partir da análise de componentes principais

A agricultura de Santa Catarina apresenta mudanças importantes nas últimas duas décadas. As transformações que atingiram a agricultura brasileira já na década de 1960 com a denominada “Revolução Verde” tarda a chegar no estado, que permanece com uma produção diversificada e baseada em pequenas propriedades. Apenas a partir da década de 1990 surgem sinais de transformações mais intensas no estado, com destaque para a intensificação, especialização e concentração da produção em menor número de produtos e estabelecimentos. Diante disso, este artigo tem o intuito de discutir de que forma se dão as transformações no estado com destaque para o comportamento de suas microrregiões entre os anos de 1996 e 2017. Como forma de captar estas transformações, e, outras, dinâmicas não tão evidentes, o presente estudo apresenta a técnica multivariada de ACP (Análise de Componentes Principais) como instrumento facilitador de análise de dados através da redução da quantidade de variáveis sem perda significativa de informação. Artigo na integra

Ano: 2019

Autor (es):
Lilian de Pellegrini Elias, Unicamp
Lilian Maluf de Lima, Esalq/USP
Haroldo Tavares Elias, Epagri/Cepa
Walter Belik, Unicamp

Fechar Menu