Transformações na distribuição do rebanho e produção de bovinos em Santa Catarina

  • Post published:17 de dezembro de 2020
  • Post category:Artigos

Embora a pecuária em Santa Catarina tenha tido origem na região Serrana, ao longo da história observaram-se alterações significativas na distribuição do rebanho e na produção de carne bovina em todo o Estado. A partir de dados do IBGE e da Cidasc, buscou-se identificar as principais mudanças nas décadas recentes e delinear o atual cenário dessa atividade. Entre 1990
e 2018, observou-se crescimento do rebanho em todas as mesorregiões do Estado, com destaque para o Oeste Catarinense (86,8%). Com isso, a participação daquela região no rebanho total passou de 37,6% para 48,0%. Grande parte dessa variação está associada à expansão da pecuária de leite no período. Também se observou aumento da participação do Oeste na produção de carne, passando de 45% dos bovinos abatidos em 2010, para 50% em 2019, enquanto áreas tradicionais, como a mesorregião Serrana, reduziram sua participação. Tais dados evidenciam as transformações em curso na pecuária catarinense.
Artigo na integra

Ano: 2020

Autor:
Alexandre Luís Giehl – Epagri/Cepa