Produção de frangos em Santa Catarina: uma análise da regionalização dos abates

 A produção de frangos é a principal atividade agropecuária de Santa Catarina, com 19,6% do VBP do setor. Embora a avicultura esteja presente em todas as regiões, 79,4% dos animais são produzidos na mesorregião Oeste Catarinense. Como nem sempre o abate ocorre na mesma região de produção, este artigo busca analisar a distribuição do abate de frangos nas mesorregiões catarinenses, para compreender a estruturação da cadeia e avaliar mudanças entre 2013 e 2019. Em 2013, 66 estabelecimentos abateram frangos: 53,0% no Oeste Catarinense, 24,2% no Sul Catarinense, 9,1% no Vale do Itajaí e 13,7% nas outras três mesorregiões. Em 2019, o número caiu para 50 (-24,2%): 52% no Oeste; o Sul Catarinense reduziu sua participação (18,0%) e o Vale do Itajaí ampliou (16,0%). Em 2013, foram abatidos 785,9 milhões de frangos no estado, sendo 79,7% no Oeste Catarinense, 13,4% no Sul Catarinense, 4,1% no Norte Catarinense e 2,8% nas demais regiões. Em 2019, foram abatidas 829,35 milhões de aves: a participação do Oeste aumentou para 81,9% e as demais regiões perderam espaço, com exceção do Norte (4,3%). O Oeste concentra 70% dos abatedouros de frangos com SIF no estado, sendo responsável pela maior parte da carne de frango exportada,  Artigo na integra

Ano: 2020

Autor (es):
Alexandre Luís Giehl – Epagri/Cepa
Márcia Mondardo – Epagri/Cepa